Atalho: wificonfig
Gostou do artigo? Compartilhe!

Recomendações sobre o uso do Wi-Fi em consultórios

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Sobre o Wi-Fi

Com o aumento do uso de smartphones e tablets, a tecnologia Wi-Fi se consolidou como a forma mais fácil e prática de acesso à internet. O baixo custo e a facilidade de instalação tornaram este tipo de rede cada vez mais comum, mesmo nas instalações que exigem conexões mais robustas, como em ambientes profissionais.

É necessário, portanto, destacar as desvantagens da utilização da rede Wi-Fi em ambientes profissionais. A qualidade inferior de conexão, a velocidade limitada na transmissão e o comprometimento da segurança dos dados que trafegam neste tipo de rede são motivos suficientes para que, no contexto de produção, seja priorizada a rede cabeada, única que entrega a confiabilidade necessária ao tráfego de dados sigilosos internos a um negócio.

A superioridade da rede cabeada

A conexão cabeada, apesar do maior custo de implantação, é a forma mais confiável e segura de acesso à internet, além de raramente apresentar interferência em seus sinais ou problemas nas transmissões de dados.

Nos consultórios e clínicas, o fluxo e armazenamento de dados requer uma rede estável, com maior velocidade e confiabilidade para envio e recebimento de informações.

A privacidade de informações clínicas é assunto de grande importância e, por este motivo, é apropriado transmitir este tipo de informação através de rede cabeada, na qual o acesso é realizado apenas por dispositivos devidamente autorizados. Portanto, é recomendável que os computadores com o HiDoctor instalado utilizem a rede cabeada como meio de acesso à rede interna e à internet.

Saiba mais: Qualidade da rede no consultório médico

Internet x Rede interna

Deve-se ter cuidado para não confundir rede interna com internet. Rede interna (intranet ou rede local) é quando dois ou mais computadores estão interligados entre si e podem compartilhar informações sem a necessidade de conexão com a internet.

Em geral, a infraestrutura de rede criada para o acesso à internet cria também uma rede interna para compartilhamento de arquivos locais. Por isso, dispositivos conectados à mesma rede de acesso à internet estão também interconectados via rede interna.

O HiDoctor deve ser utilizado em uma rede interna, devidamente configurada para funcionar sem a necessidade de internet. Esta rede interna deve ser implantada usando cabeamento como meio físico. O acesso à internet é necessário para a utilização de outros programas, como o Medsync, Site Médico ou HiDoctor NET, sistemas acessórios do HiDoctor.

Saiba mais: Diferenças entre a internet e a rede interna

Uso do Wi-Fi nos aplicativos HiDoctor

O HiDoctor se integra a vários apps que fazem uso da rede Wi-Fi para comunicar-se com a plataforma, como o HiDoctor Mobile e o HiDoctor Capture. O Capture envia imagens capturadas do celular diretamente para o prontuário do paciente no HiDoctor e o Mobile permite acessar do celular os prontuários e agenda offline. Ambos fazem uso da internet ou rede interna para funcionar.

Para criar uma rede Wi-Fi de uso profissional em seu consultório, nossa recomendação é que você mantenha os desktops na rede cabeada e configure a conexão Wi-Fi do dispositivo através de um roteador em subrede, preservando a mobilidade e a segurança.

Instalação de rede Wi-Fi para uso dos aplicativos HiDoctor
Instalação de rede Wi-Fi para uso dos aplicativos HiDoctor

Na configuração desta rede Wi-Fi, é preciso estar atento para a utilização de criptografia com senha forte. Esta senha não deve ser transmitida a terceiros, como pacientes ou fornecedores, mantendo o acesso exclusivo do médico e de colaboradores no uso profissional de forma a preservar a integridade dos dados armazenados e transmitidos pelos sistemas médicos.

 

Uso do Wi-Fi por terceiros

Caso seja necessário disponibilizar Wi-Fi para o uso não profissional, seja no uso pessoal dos colaboradores ou no compartilhamento com pacientes, é apropriada a instalação de um segundo roteador para uma rede isolada, separada e independente daquela utilizada pelos sistemas médicos.

Infraestrutura de rede Wi-Fi compartilhada no consultório
Infraestrutura de rede Wi-Fi compartilhada no consultório

Esta rede secundária também deverá estar protegida por uma senha segura para login e, preferencialmente, deverá contar com troca regular de senha.

Seguindo estas recomendações, o consultório ou clínica terá uma infraestrutura capaz de oferecer conforto e confiabilidade a todos os usuários, preservando a segurança necessária aos seus dados.

Veja também: